6.15.2018

TURISMO NOTÍCIAS - ESPECIAL

Decolar.com dá desconto em passagens aéreas a cada vitória do Brasil

A ação “Golaço Decolar” começa no domingo e valerá exclusivamente para compras realizadas via app

Durante a Copa do Mundo, o Decolar.com, a maior agência online de viagens da América Latina, lança uma promoção que presenteará os clientes da companhia cada vez que a Seleção Brasileira vencer uma partida. A ação “Golaço Decolar” oferecerá descontos de até R$350 na compra de passagens aéreas, realizadas exclusivamente pelo app da empresa, para destinos nacionais e internacionais. A promoção terá início no próximo domingo (17/06), dia da estreia do Brasil na Copa do Mundo, até a última participação da Seleção no campeonato.
A cada fim de partida, marcada pela vitória do time brasileiro, o Decolar.com enviará uma notificação aos clientes, via app, com a frase “Golaço Decolar” e a informação do desconto, que será aplicado automaticamente ao final da compra. Já no primeiro jogo, o desconto será de R$100 para todos os voos com destino ao Nordeste, exclusivamente para as primeiras 400 pessoas que comprarem pelo app. Na segunda partida, os primeiros 150 clientes vão economizar R$350 para Las Vegas e Miami. Na terceira disputa do Brasil, o desconto também será de R$350 para os 100 primeiros viajantes que desejam conhecer a Europa.
Para utilizar a promoção, o cliente deve apenas baixar o app gratuito da empresa, disponível para os sistemas Android e iOS, acompanhar o desempenho da Seleção e escolher o destino de sua preferência. Ou seja, não é necessário incluir nenhum código ou fazer qualquer tipo de inscrição. Os viajantes poderão realizar a compra, já com o novo valor, logo após o final da partida e até a meia noite do mesmo dia do jogo, uma vez que o desconto não é cumulativo.
“Sabemos que o país inteiro estará assistindo aos jogos e por isso elaboramos uma ação para estarmos próximos dos nossos clientes também durante a Copa do Mundo”, afirma Paulo Padula, gerente comercial de voos do Decolar.com. “Além de ser uma iniciativa para apoiar a Seleção Brasileira, a “Golaço Decolar” faz parte da estratégia da companhia de estar onde o cliente está e mais uma vez presenteá-los com promoções e ofertas exclusivas”, finaliza o executivo.
Esta é a segunda ação do Decolar.com para a Copa do Mundo. Em abril, a empresa premiou quatro viajantes e seus acompanhantes com pacotes de quatro dias para Rússia, que incluíam passagens aéreas ida e volta, traslados, hospedagem e ingressos para os jogos.




Sobre o Decolar.com
O Decolar é a maior agência online de viagens da América Latina. Com 18 anos de mercado, atua em 20 países, oferecendo por meio do site ou aplicativo mobile ofertas completas de voos, pacotes de viagem, hotéis e produtos relacionados ao turismo e entretenimento no mundo todo. 
Diariamente milhões de usuários buscam, comparam preços, planejam e compram viagens por meio de um sistema inovador que, com descontos exclusivos, planos de financiamento e benefícios adicionais, tornam o Decolar líder de mercado. 

6.14.2018

LIVROS UM EXCELENTE PRESENTE!!!

Novo livro de A.C. Meyer pela Galera, ‘O tipo certo de garota errada’ narra história de amor cheia de percalços



Malu Bragança é um ponto fora da curva no que diz respeito a estereótipos de boa moça. Se comporta como bem entende entre cores de cabelo e tatuagens pelo corpo, e não tem medo de enfrentar os pais conservadores em busca do que realmente quer. Malu abandona a faculdade de direito e resolve se tornar artista plástica, decepcionando a família do juiz Bragança. Ao lutar por sua felicidade, Malu precisa se sustentar e viver uma vida independente, superando os desafios da vida adulta. O único problema que a menina parece não estar pronta para enfrentar é o sentimento por Rafa, seu melhor amigo e grande paixão, com quem divide a narrativa entre os capítulos dessa obra embalada por música, amigos e uma bela história de amor.

Ao se deparar com problemas de saúde, Malu muda a vida de todos a sua volta e eleva a relação com Rafa, com a melhor amiga Clara, o apaixonado Gabriel e a família que a rejeita por escolher viver de arte, a um alto nível de maturidade, cumplicidade e emoção. Capaz de inspirar os leitores com sua personalidade forte, Malu lida com todos os percalços com muita sobriedade e vontade de viver, principalmente quando precisa decidir entre viver um grande amor ou deixá-lo ir.

Especialista em romances repletos de músicas para todos os gostos, a autora apresenta aos leitores uma playlist de 34 faixas ao final do livro, para ajudar o leitor a embarcar na viagem que é a vida de Malu.

A.C. Meyer mora no Rio de Janeiro e é viciada em livros. Sua série After Dark é um enorme sucesso entre os leitores. Seu primeiro romance pela Galera Record foi “Cadu & Mari”, também publicado nos Estados Unidos em versão eletrônica.




Falta de Educação gera Corrupção é o título do novo livro de Janguiê Diniz

Lançamento da 18º obra do autor será no dia 28 de junho, no campus da UNINASSAU Boa Viagem

O empreendedor Janguiê Diniz, fundador do grupo Ser Educacional – mantenedor das marcas UNINASSAU, UNIVERITAS, UNAMA e UNINABUCO, chegou na marca da 18ª obra publicada e lança, no próximo dia 28 de junho, o livro ‘Falta de Educação Gera Corrupção’. A noite de autógrafos ocorrerá no campus da UNINASSAU Boa Viagem e será aberta ao público. A publicação é editada pela Novo Século e tem o prefácio assinado pelo jornalista, escritor e membro da Academia Brasileira de Letras – ABL, Arnaldo Niskier.

Defensor da educação no país, sobretudo na garantia de políticas públicas que garantam o acesso à educação para todo mundo, Janguiê insere nesta nova obra a compilação de uma série de artigos, publicados em diversos jornais, revistas e sites do país, sobre política, educação, esportes, meio ambiente, economia e desenvolvimento que incitam a reflexão de diversos problemas pelos quais passam os brasileiros rotineiramente.

Em especial, o livro traz um capítulo sobre corrupção e suas consequências, para instigar uma reflexão de todos nós sobre os caminhos que o Brasil vem tomando, com intuito de promover o desenvolvimento do nosso País. A ideia do tema partiu de uma observação pessoal, analisada a partir das manifestações que tomaram o Brasil em meados de 2014, quando a política nacional entrou em declínio com a instauração de inúmeras investigações da Polícia Federal e a prisão de vários nomes fortes do cenário político. Durante os anos seguintes, foram trazidas a público a descoberta de malas de dinheiro, superfaturamento de obras e desvios de verbas que levaram o Brasil a enfrentar sua pior crise: uma crise ética. Caímos na avaliação do ranking de confiança econômica mundial e também na percepção da população em relação à corrupção
.
“A corrupção é um dos maiores problemas na atualidade e enganam-se aqueles que pensam que este é um problema ligado apenas a política. Na prática, ser corrupto é utilizar poder ou algum tipo de facilidade para conseguir vantagens que atendam aos próprios interesses ou de familiares e amigos. Entretanto, ao contrário do que costumamos ouvir, acredito que é uma generalização abusiva dizer que o brasileiro, em sua essência, é corrupto”, explica Janguiê.

À frente de um dos maiores grupos de educação superior particular do Brasil, Janguiê defende que a saída para evitar que a corrupção continue assolando o Brasil é investimentos em educação. Apenas assim poderemos ter uma população esclarecida e que irá fazer valer os seus direitos em todas as esferas. “O acesso amplo à educação de qualidade é um antídoto contra a corrupção. Essa afirmação vem respaldada por uma pesquisa, publicada no ano passado, sobre a percepção de desvios e a evolução da escolaridade em 78 países desde 1870, elaborada pelo cientista político sueco Bo Rosthstein”, completa.

Serviço

Lançamento do livro “Falta de Educação gera corrupção”
Quando: 28/06/2018
Horário: a partir das 18h
Local: UNINASSAU Boa Viagem – Rua Jonathan Vasconcelos, 316.

Grupo Record publica edição única e comemorativa de coletânea de crônicas de Carlos Drummond de Andrade

Livro foi o primeiro a ser impresso na gráfica da editora, em 1989, e celebra os 75 anos da empresa. Edição traz encarte com documentos do arquivo da editora e da Casa de Rui Barbosa, que guarda o acervo do autor





Coletânea de crônicas de Carlos Drummond de Andrade em edição comemorativa dos 75 anos do Grupo Editorial Record.

Em edição comemorativa dos 75 anos do Grupo Editorial Record, esta coletânea de crônicas de Carlos Drummond de Andrade, com seleção de Fernando Py, é relançada com capa nova e encarte contendo fotos e uma seleção de correspondências inéditas do poeta com Alfredo Machado, fundador do Grupo.
Com o habitual sentimento terno e amargo diante dos absurdos e da beleza da vida, Drummond registra, com perfeição e elegância, fatos da vida diária e da política brasileira, a morte de amigos, a natureza, a literatura, e até um bem-humorado e razoavelmente condescendente autorretrato: “O sr. Carlos Drummond de Andrade é um razoável prosador que se julga bom poeta, no que se ilude. Como prosador, assinou algumas crônicas e alguns contos que revelam certo conhecimento das formas graciosas de expressão, certo humour e malícia.”


SOBRE O AUTOR:

Carlos Drummond de Andrade (1902-1987) nasceu em Itabira, Minas Gerais. Poeta, contista e cronista, considerado um dos maiores nomes da poesia brasileira de todos os tempos, é autor, entre outros títulos, de Alguma poesiaBrejo das almasSentimento do mundoClaro enigmaFazendeiro do ar Fala, amendoeira.

FICHA TÉCNICA:

AUTORRETRATO E OUTRAS CRÔNICAS
Carlos Drummond de Andrade 
Preço: R$ 39,90 (preço sugerido)
Páginas: 256


Editora Record / Grupo Editorial Record
www.record.com.br                                             

6.05.2018

RECURSOS HUMANOS


Programa Formare 
aproxima jovens do emprego



 Enquanto IBGE e Unicef divulgam dados alarmantes sobre o futuro dos jovens no mercado de trabalho, Programa Formare avança no país por meio de parcerias com a iniciativa privada 

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou recentemente por meio da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad) que 23% dos jovens brasileiros entre 15 e 29 anos não trabalham e também não estudam. Em outro estudo, desta vez apresentado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), há a revelação de que apenas uma de cada quatro empresas na América Latina oferecem estágios ou oportunidades de trabalho para jovens de baixa renda. Em ambos os casos, os números apresentados trazem preocupações aos jovens que pretendem ingressar no mercado de trabalho.

"São novas pesquisas que apresentam mais dados desfavoráveis aos nossos jovens. Elas mostram com clareza a falta de uma política estruturada para esse público. Sem esse tipo de iniciativa, não há como reverter esse quadro desfavorável. Os mais novos é que podem colaborar como novas ideias e atitudes, mas as oportunidades não estão chegando a eles. O que vemos por aqui e por ali são medidas paliativas e que acabam não trazendo um resultado efetivo para esse cenário calamitoso. A falta de vontade política trava o desenvolvimento e a nossa competitividade", relata Beth Callia, coordenadora do Formare, programa de educação profissional para jovens de baixa renda da Fundação Iochpe.

Em 30 anos o Programa Formare já qualificou 22 mil jovens para o mercado de trabalho, atingindo índice médio de empregabilidade de 80% dos beneficiários. Hoje conta com cerca de 1.400 alunos em formação, 43 empresas parceiras e 68 unidades. Na fábrica de Jundiaí (SP) da Siemens, a empresa reteve 100% dos alunos do Formare da turma de 2017 e tem planos para contratar todos os jovens da turma deste ano. A Suzano, maior empresa de papel e celulose do mundo, mantém parceria com a Fundação Iochpe por meio do Programa Formare há 13 anos. Dos mais de 500 jovens que passaram por diversas unidades da empresa nesse período, 73% estão atualmente empregados, sendo 42% na própria Suzano.
"Fazemos esforços contínuos para promover a inserção de mais jovens no mercado de trabalho por meio de parcerias com a iniciativa privada. Sem esse apoio, o sonho de milhares de jovens seria interrompido e certamente muitos talentos seriam desperdiçados. Hoje contamos com 43 empresas associadas a essa causa. Esse número pode triplicar com facilidade se outras companhias se engajarem nessa luta", sintetiza Beth Callia.

Sobre o Formare

O Formare é um programa desenvolvido pela Fundação Iochpe em parceria com empresas de médio e grande portes que oferece cursos de formação inicial para o mercado de trabalho a turmas de, em média, 20 jovens de famílias de baixa renda residentes no entorno das empresas.
Os cursos são realizados em período integral dentro das empresas por funcionários que atuam como educadores voluntários. A empresa é transformada em um ambiente de aprendizagem e qualificação profissional contínuas, tanto para os colaboradores como para os estudantes beneficiados.
Os cursos, com duração de, no mínimo, 800 horas/aula, são desenvolvidos pela equipe pedagógica do Formare de acordo com as características de cada empresa e a realidade do mercado de trabalho local. No modelo Social, eles são certificados pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), com chancela do Ministério da Educação. No modelo Aprendiz o programa segue os parâmetros do Ministério do Trabalho.

Números Formare

Unidades: 68 | Empresas parceiras: 43 | Alunos em formação: 1.360 Educadores voluntários atuando: 5.000 | Cobertura nacional: 50 municípios em 13 Estados do Brasil | Duas unidades no México

5.24.2018

LIVROS UM EXCELENTE PRESENTE!!!


Falta de Educação gera Corrupção é o título do novo livro de Janguiê Diniz

Lançamento da 18º obra do autor será no dia 28 de junho, no campus da UNINASSAU Boa Viagem

O empreendedor Janguiê Diniz, fundador do grupo Ser Educacional – mantenedor das marcas UNINASSAU, UNIVERITAS, UNAMA e UNINABUCO, chegou na marca da 18ª obra publicada e lança, no próximo dia 28 de junho, o livro ‘Falta de Educação Gera Corrupção’. A noite de autógrafos ocorrerá no campus da UNINASSAU Boa Viagem e será aberta ao público. A publicação é editada pela Novo Século e tem o prefácio assinado pelo jornalista, escritor e membro da Academia Brasileira de Letras – ABL, Arnaldo Niskier.

Defensor da educação no país, sobretudo na garantia de políticas públicas que garantam o acesso à educação para todo mundo, Janguiê insere nesta nova obra a compilação de uma série de artigos, publicados em diversos jornais, revistas e sites do país, sobre política, educação, esportes, meio ambiente, economia e desenvolvimento que incitam a reflexão de diversos problemas pelos quais passam os brasileiros rotineiramente.

Em especial, o livro traz um capítulo sobre corrupção e suas consequências, para instigar uma reflexão de todos nós sobre os caminhos que o Brasil vem tomando, com intuito de promover o desenvolvimento do nosso País. A ideia do tema partiu de uma observação pessoal, analisada a partir das manifestações que tomaram o Brasil em meados de 2014, quando a política nacional entrou em declínio com a instauração de inúmeras investigações da Polícia Federal e a prisão de vários nomes fortes do cenário político. Durante os anos seguintes, foram trazidas a público a descoberta de malas de dinheiro, superfaturamento de obras e desvios de verbas que levaram o Brasil a enfrentar sua pior crise: uma crise ética. Caímos na avaliação do ranking de confiança econômica mundial e também na percepção da população em relação à corrupção
.
“A corrupção é um dos maiores problemas na atualidade e enganam-se aqueles que pensam que este é um problema ligado apenas a política. Na prática, ser corrupto é utilizar poder ou algum tipo de facilidade para conseguir vantagens que atendam aos próprios interesses ou de familiares e amigos. Entretanto, ao contrário do que costumamos ouvir, acredito que é uma generalização abusiva dizer que o brasileiro, em sua essência, é corrupto”, explica Janguiê.

À frente de um dos maiores grupos de educação superior particular do Brasil, Janguiê defende que a saída para evitar que a corrupção continue assolando o Brasil é investimentos em educação. Apenas assim poderemos ter uma população esclarecida e que irá fazer valer os seus direitos em todas as esferas. “O acesso amplo à educação de qualidade é um antídoto contra a corrupção. Essa afirmação vem respaldada por uma pesquisa, publicada no ano passado, sobre a percepção de desvios e a evolução da escolaridade em 78 países desde 1870, elaborada pelo cientista político sueco Bo Rosthstein”, completa.

Serviço

Lançamento do livro “Falta de Educação gera corrupção”
Quando: 28/06/2018
Horário: a partir das 18h
Local: UNINASSAU Boa Viagem – Rua Jonathan Vasconcelos, 316.

Grupo Record publica edição única e comemorativa de coletânea de crônicas de Carlos Drummond de Andrade

Livro foi o primeiro a ser impresso na gráfica da editora, em 1989, e celebra os 75 anos da empresa. Edição traz encarte com documentos do arquivo da editora e da Casa de Rui Barbosa, que guarda o acervo do autor





Coletânea de crônicas de Carlos Drummond de Andrade em edição comemorativa dos 75 anos do Grupo Editorial Record.

Em edição comemorativa dos 75 anos do Grupo Editorial Record, esta coletânea de crônicas de Carlos Drummond de Andrade, com seleção de Fernando Py, é relançada com capa nova e encarte contendo fotos e uma seleção de correspondências inéditas do poeta com Alfredo Machado, fundador do Grupo.
Com o habitual sentimento terno e amargo diante dos absurdos e da beleza da vida, Drummond registra, com perfeição e elegância, fatos da vida diária e da política brasileira, a morte de amigos, a natureza, a literatura, e até um bem-humorado e razoavelmente condescendente autorretrato: “O sr. Carlos Drummond de Andrade é um razoável prosador que se julga bom poeta, no que se ilude. Como prosador, assinou algumas crônicas e alguns contos que revelam certo conhecimento das formas graciosas de expressão, certo humour e malícia.”


SOBRE O AUTOR:

Carlos Drummond de Andrade (1902-1987) nasceu em Itabira, Minas Gerais. Poeta, contista e cronista, considerado um dos maiores nomes da poesia brasileira de todos os tempos, é autor, entre outros títulos, de Alguma poesiaBrejo das almasSentimento do mundoClaro enigmaFazendeiro do ar Fala, amendoeira.

FICHA TÉCNICA:

AUTORRETRATO E OUTRAS CRÔNICAS
Carlos Drummond de Andrade 
Preço: R$ 39,90 (preço sugerido)
Páginas: 256
Editora Record / Grupo Editorial Record
www.carlosdrummond.com.br
www.record.com.br